Google+ Followers

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

AO RELENTO DE MIM



AO RELENTO DE MIM
De: Ysolda Cabral


Tantas coisas lindas idealizei,
Infelizmente quase nada realizei.
Faltou coragem, motivação,
Ou fui impedida pela emoção...

Muito perto de alguma coisa cheguei,
Tão pertinho que nem acreditei!
E por não acreditar;
Deixei tudo para lá.

Continuei meu caminho,
Sem saber onde era o meu ninho,
Parando aqui e acolá,
Terminei reencontrando o teu olhar...

Nele vi minha caminhada,
Sempre só, mesmo acompanhada.
Vivendo ao relento e sem nada,
Porém com você na minha alma.

*****

Publicado no Recanto das Letras em 12/12/2011
Código do texto: T3385097