Google+ Followers

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

"NEM TUDO QUE RELUZ É OURO"

“NEM TUDO QUE RELUZ É OURO”
De: Ysolda Cabral




Conversando com Ele, em oração ou simplismente conversando, agradeço e protesto. Por vezes até “arengo” e é justamente nesses momentos que O sinto mais perto de mim. Logo pondero que, estou arengando por coisa boba.

Há tanta gente com problemas tão maiores que os meus e não agem assim! E é aí que começo a arengar comigo mesma. Nesses momentos Ele se diverte e pensa: ela começa a aprender; até que enfim!

- Ah, porque será que reclamamos de tudo e nunca estamos satisfeitos com nada?!

A vida é linda e se passássemos a olhá-la com a deferência que ela merece agiríamos diferente, viveríamos muito melhor e muito mais felizes. E, se, nos olhássemos com mais benevolência, paciência, respeito e compreensão, tudo fluiria mais fácil.

Mas, cada um é cada um... Eu sei!

Entretanto, um dos piores defeitos na maioria de nós, pobres mortais, é o engano tolo e irresponsável de se considerar o máximo (acima do bem e do mal) e, por conseguinte, com direito de julgar.

Julgar é atitude perigosa e muito leviana. Afinal, ninguém sabe o coração de ninguém,e, “nem tudo que reluz é ouro” ou “nem todo ouro reluz”.

Hoje julgamos e amanhã quem será julgado seremos nós. Ora, se não podemos falar bem de uma pessoa, o que custa calar?!

Sermos convenientes e éticos é louvável em qualquer situação. Fico terrivelmente triste quando vejo a vida de uma pessoa sendo exposta, criticada, espezinhada...
.
- E, sei do que falo!
.
Somos escritores, poetas fazendo parte de um site cuja finalidade está implícita no próprio nome: “Recanto das Letras”. Portanto, nos focar em escrever textos, os quais sirvam para instruir, refletir e/ou simplesmente fazer sorrir, deve ser o nosso objetivo maior.
.
O resto é desgaste, vaidade e pura perda de tempo.

**********

Publicado no Recanto das Letras
Em 02/12/2010Código do texto: T2648926