Google+ Followers

sexta-feira, 20 de maio de 2011

A MENSAGEIRA



A MENSAGEIRA
De: Ysolda Cabral



A tarde está nublada e fria.
Mas estou em paz e tranqüila,
Apesar de me sentir triste e vazia.

Há pouco uma Esperança pousou na janela...
Pequenina, verdinha e frágil,
Quase escorregou de vidro abaixo.
Olhou-me firme e muito alerta...

Em seguida, graciosamente,
Desapareceu na tarde escura.
- Fiquei muda!

De repente senti que tudo mudou.
- Inexplicavelmente mudou...!

E entendi a razão dela ter vindo aqui...

Veio trazer alegria e leveza,
As quais andavam longe de mim.



Abençoada seja!


**********


Publicado no Recanto das Letras em 20/05/2011
Código do texto: T2982554