Google+ Followers

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

SOU CRIANÇA





SOU CRIANÇA
De: Ysolda Cabral



Quem disse que não sou criança?
Quem afirmou tal infâmia?
Quem em sã consciência,
Diria tal absurdo?!

Ora, se vivo a correr e a brincar,
A cair e levantar,
A sorrir e a chorar,
Sem me preocupar...?!

Só um louco qualquer!
Ou um prá lá de invejoso,
Que tem um olho muito gordo,
Precisando de rezar...

Pedir perdão dos pecados,
Aos gritos e bem alto,
E Deus como é bonzinho;
Capaz de perdoar.

Portanto, meu amigo,
Trate de se lembrar!
Pois estou esperando de presente:
Nem que seja um ''oi'' ou um ''olá''

**********


Publicado no Recanto das Letras
Código do texto: T3271917