Google+ Followers

segunda-feira, 9 de julho de 2012

DESFRUTE NO MEU CORAÇÃO


DESFRUTE NO MEU CORAÇÃO
De: Ysolda Cabral


Usando toda a capacidade dos meus pulmões, inspirei  profundamente e segurei o ar na esperança vã de quando expirasse, você sairia de mim.

Alguma coisa de radical eu precisava fazer para livrar meu coração do peso de carregar você.

Meu coração não é o mesmo de antes e não suporta mais trabalhar tanto, com você atrapalhando...

- Ah, se eu cansei, imagine ele carregando você pra lá e pra cá  o tempo todo!

Coitado!  Esse desfrute precisava acabar...

E inspirei, segurei, expirei... E inspirei de novo, e segurei, e expirei... Você, em nada tolo, e, que nem louco se agarrou de um jeito que de lá não saiu,  nem por um instante.

Já não posso garantir essa situação por muito tempo, uma vez que os alicerces estão a ruir ...

Desconfio que, quando isso acontecer, nem assim você sairá de mim. Nos tornaremos uma pequena partícula, no pó da poeira do tempo e ficaremos para sempre a pairar em outros horizontes.

**********

Publicado no Recanto das Letras em 28/06/2012
Código do Texto T37750304