Google+ Followers

segunda-feira, 9 de julho de 2012

TRAGÉDIAS QUE SE REPETEM


TRAGÉDIAS QUE SE REPETEM
De: Ysolda Cabral 


Enquanto eu fico aqui olhando a chuva cair, através da janela, e, me encantando com a paisagem; penso na quantidade de pessoas fazendo a mesma coisa, neste exato momento, porém com um sentimento completamente diferente do meu.

Eu acho lindo, aconchegante e em tudo vejo poesia.

Outros estão na janela em vigília, em alerta, pois a qualquer momento poderá acontecer mais deslizamentos de terra, nos morros da cidade, cujo resultado é sempre catastrófico.

São as tragédias humanas que se repetem, ano após ano, as quais poderiam ser perfeitamente evitadas, se houvesse um empenho honesto e desinteressado entre o governo e o próprio cidadão.

Da última segunda-feira para cá já aconteceram vários desmoronamentos, morte e muita gente está desabrigada.

- Isso é novidade?

Pensar e/ou desejar que tudo isso possa mudar, é utopia.

********** 
Abaixo, comentário digno de destaque:
  


20/06/2012 21:00 - Fernando Alberto Couto



Ah! Mas tenha certeza que as autoridades já devem ter aprovados todos os orçamentos, liberações de verbas e estão tomando as medidas necessárias para que seja um sucesso a Copa do Mundo de Futebol, em 2.014 e Olimpíadas. Afinal parece que são eventos vitais para a sobrevivência deste país (?) e vão te duração de um mês. Ora, para que preocupar-se com seca, inundação, deslizamento, falta de hospitais, escolas, estradas, segurança, etc, problemas permanentes, aos quais já devíamos estar acostumados? Parabéns pela sua excelente e oportuna crônica. Aplausos, em pé e com salvas...

**********
Publicado no recanto das Letras em 19/06/2012
Código do texto: T3732183