Google+ Followers

terça-feira, 10 de julho de 2012

FÉRIAS E LAMENTOS


 
FÉRIAS E LAMENTOS
De: Ysolda Cabral

  
Lendo há pouco a crônica “FERONÔMIOS EM FÉRIAS”, do recantista Boanerges Corado, senti dó de mim e um tantinho de inveja do referido escritor quando comparei suas férias as minhas.  As dele, numa praia ‘’ ao norte no limite do estado de Sergipe com Alagoas no desaguar do São Francisco, conhecido como povoado Cabeço, e onde só é possível chegar lá de barco’’... 

Ah, como gostaria de passar umas férias num ligar assim!  Acordar com o canto dos pássaros, orquestrado pelas ondas do Mar...  Respirar ar puro... Caminhar na areia branca sentindo o frescor nos pés, no corpo e na alma... Mergulhar em águas límpidas, claras... Sentir toda a pureza e a grandeza da Natureza em silêncio absoluto. Naturalmente, com todos os sentidos apurados e bem definidos para não perder absolutamente nada.

E, ao invés disso estou passando minhas férias trancada dentro do meu quarto, mais precisamente em cima da cama e tendo como companhia a gripe.

- É mole?

Nem abrir a janela eu posso, pois a zoada dos carros e a terra das construções de novos condomínios e viadutos invadem, sem piedade, fazendo a gente achar que morrer seria melhor.

Até as árvores que serviam de abrigo dos pássaros da redondeza e palco para o Coral nas manhãs, derrubaram para dar lugar a quadras de jogos e piscinas.

Sei não... Às vezes penso que não deveria ter vindo morar na cidade grande, mas, como viveria longe do Mar? 

Preciso ficar boa e parar de me lamentar.
  
**********

Obs. Lendo a crônica do Boanerges Corado, imaginei uma praia tal qual a da ilustralção encontrada do Google.

Para ler o Corado acesse:

**********

Publicado no Recanto das Letras  em 10/07/2012
Código do texto: T3769983