Google+ Followers

domingo, 25 de setembro de 2011

ESTOU AQUI



ESTOU AQUI
De: Ysolda Cabral


Com o olhar perdido em algum lugar,
Os pensamentos numa rapidez supersônica,
Vão do antes do útero da mãe,
Ao infinito do inexplicável absurdo.

Surdo, mudo, luto.
Não respiro!
Transpiro o mundo...

Estou no fundo,
O sentimento é profundo;
Meu tudo.

De repente o silêncio incomoda,
Sacode-me, me acorda...
De súbito dou um pulo e grito:

Hei, ainda estou aqui!
Bem aqui neste mundo.

**********


Publicado no Recanto das Letras em 25/09/2011
Código do texto: T3239791