Google+ Followers

sábado, 18 de fevereiro de 2012

PERDIDO NO ESPAÇO



PERDIDO NO ESPAÇO
De: Ysolda Cabral



Meu pensamento voa sem destino,
Sem parada, sem lugar definido.
Voa pelo simples prazer de voar.

Meu pensamento é livre, leve e solto.
Voa e voa alto pra ninguém alcançar.
Neste momento ele está muito além,
Daquilo que se possa imaginar.

Não está sobre a terra, não está sobre o mar.
Nem sobre as nuvens – carneirinhos a pastar.
Está sobre todas as possibilidades de me encontrar.

Meu pensamento levantou voo.
Agorinha há pouco... Rápido que nem raio.
Perdeu-se no espaço,
Sem pretensão de voltar.

**********



Publicado no Recanto das Letras em 15/02/2012
Código do texto: T3501084