Google+ Followers

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

NÃO HÁ LUGAR Q'EU QUEIRA IR



NÃO HÁ LUGAR Q'EU QUEIRA IR
De: Ysolda Cabral


Em delírio minha alma vaga,
Com desalento e muita dor,
Sem esperança de encontrar,
Amigo puro com ou sem cor.

Se você encontrar alguém assim,
Por favor, me diga e me apresente,
Pode ser o Cristo que chegou aqui.

Será possível que só a morte,
Realize sonhos e planos,
Ou é simplesmente sorte;
Como teve o casal Ghost!?

Neste Carnaval sairei de alma penada,
Vestida de mortalha a pular desvairada,
E se eu cair, não ligue e me deixe ali.
Pois não há mais lugar q’eu queira ir.

*****

Publicado no Recanto das Letras em 11/02/2010
Código do texto: T2081531