Google+ Followers

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

CARTA SEM RESPOSTA

CARTA SEM RESPOSTA
De: Ysolda Cabral



Sabe aquela carta de amor,
Borrada de lágrimas de dor,
Salgada e ilegível,
Que lhe escrevi muito triste?

Sabe aquela carta de saudade,
Escrita com o coração solitário,
Com a alma em puro desespero
E o corpo trêmulo de desejo?

Sabe aquela carta mentirosa,
Onde eu declarava a vontade
De nunca mais querer lhe ver?

Se enviei de alguma forma;
Não abra, rasgue e jogue fora,
Pois dela não preciso de resposta.

**********


Publicado no Recanto das Letras em 15/11/2010
Código do texto: T2617632