Google+ Followers

domingo, 7 de novembro de 2010

O HIPNOTISMO DO VENTO

O HIPNOTISMO DO VENTO
De: Ysolda Cabral


No balanço do Vento,
A folha da palmeira,
Sem nenhuma alternativa,
Fica para lá e para cá.

Se tivesse algo para segurar;
Talvez não ficasse nesse balanço,
Que só serve para entontecer,
E, hipnotizar quem fica a olhar.

Tanto é que, o sono que agora sinto,
É mesmo de amargar.

A folha da palmeira lá a balançar,
E eu aqui tentando resistir,
Ao hipnotismo do Vento,
Para não dormir,
E, nem com você sonhar.

Daí o Tempo passa,
Passa propositadamente devagar,
Zombando descaradamente de mim.
Porque será?

**********


Publicado no Recanto das Letras em 07/11/2010
Código do texto: T2602239