Google+ Followers

domingo, 26 de junho de 2011

UMA FLOR A MINHA ESPERA


UMA FLOR A MINHA ESPERA
De: Ysolda Cabral





Ah! Não sei qual a razão de tentar voltar no tempo...

A expectativa da ida para minha terra, não compensou a tristeza da chegada.

Ninguém em minha casa... A não ser a bela Papoula recém desabrochada.

A cidade estava bonita, bastante animada e repleta de gente estranha... Não sei se de lá ou de fora.

- Na certa a estranha era eu.

Não encontrei nada daquilo que me lembrava. Até os caminhos errei... Contudo, ali permaneci por poucos dias e no final percebi que, valeu à pena ter estado mais uma vez na cidade em que nasci.

Tive até a oportunidade de conversar com um lindo passarinho, o qual resolveu pousar na minha calçada, bem pertinho de onde eu estava.

E os ''carneirinhos'' de São João, encontrei no Céu Azul do Alto do Moura, aonde a arte do Mestre Vitalino, vem sendo desenvolvida, de maneira primorosa.

No final, o saldo da viagem foi positivo e me sinto, neste instante, recompensada. É que acabei de tirar uma ''soneca'' e sonhei...

Sonhei que estava finalmente em minha casa e nela mamãe estava.



*****

Foto ilustração: Ysolda

Publicado no Recanto das Letras em 26/06/2011

Código do texto: T3058735