Google+ Followers

quarta-feira, 19 de maio de 2010

BRIGADEIRO E PICADEIRO



BRIGADEIRO E PICADEIRO
De: Ysolda Cabral


Hoje minha tristeza é imensa
Aí não sei se falo que a estou levando
De forma calada ou caladinha

Se digo calada
Pareço uma pessoa forte e destemida
Se digo caladinha
Pareço boba e muito frágil

Como em nenhuma das hipóteses me encaixo
Acho que sou mesmo um ser não identificado

E o que faço?

Escrevo o que me vem na “telha”
Chorando que nem "bezerro desmamado"
Pensando que seria melhor ser abelha

Então recorro ao brigadeiro
E logo depois do intervalo
Volto com tudo ao “ Picadeiro”
Sem esperar aplauso...

*****

Publicado no Recanto das Letras em 19/05/2010
Código do texto: T2266391