Google+ Followers

domingo, 10 de junho de 2012

UM EU IGNORADO - YSOLDA & OKLIMA

UM EU IGNORADO
De: Ysolda Cabral

 
Hoje a fonte de inspiração sou EU.
Esse EU capenga, ultrapassado,
Reticente, enigmático, inseguro; 
O qual - até por mim - é tão ignorado!

Coitado desse meu EU incompreendido, 
 Partido, alquebrado... De tão desencantado,  
Está sem brilho... Nem sabe mais ser engraçado!

Assim mesmo vai se deixando levar, 
Sem nenhum estímulo, ou objetivo,
Com vontade de parar... Sem aviso, 
Nalgum lugar muito além de além Mar.

Porém, algo ainda o impulsiona,
O faz prosseguir, mesmo sem direção.
Seria o amor que há em seu coração?

**********
ABAIXO, MARAVILHOSA INTERAÇÃO,
 A QUAL ME EMOCIONOU PROFUNDAMENTE 
E PELA QUAL SOU ETERNAMENTE GRATA.

EU
De: Odir Milanez da Cunha 
( Oklima)

Sou leva do longe
do tempo, que é breve,
e escrevo o que escreve
o destino de mim.

Sou feito do fim,
a partir do começo,
por isso me esqueço
dos dons de onde vim.

Sou crente da crença
dos credos antigos,
das mãos dos amigos
que a vida levou.

Sou forma imperfeita
de fôrma incompleta,
apesar do poeta
que abrigo no peito.

Eu sou a desfeita
que foge ao primor,
sou cria do amor
em cópia mal feita.

Eu sou o não sou,
das sobras desenho,
sou eu que me venho
do que me restou...

**********
Publicado no RL em 08/06/2012
Código do texto: T3712759