Google+ Followers

domingo, 7 de agosto de 2011

NUMA FRAÇÃO DE SEGUNDOS




NUMA FRAÇÃO DE SEGUNDO
De: Ysolda Cabral



É impossível sonhar,
É impossível amar,
É impossível ter esperança,
Quando de tudo você faz drama.

Porém a vida é matreira,
Gosta de brincar... Dar rasteira...
De supetão pega você,
E lhe deixa que é uma beleza.

Aí você todo plácido, mansinho,
Sai cantando pela estrada,
Alegre que nem passarinho,
Assobiando e dando risada.

Então eu me pergunto:
Para que sofrer tanto,
Se tudo pode mudar,
Numa fração de segundo?



*****

Publicado no Recanto das Letras em 07/08/2011
Código do texto: T3144543