Google+ Followers

domingo, 21 de agosto de 2011

QUE NEM PASSARINHO



QUE NEM PASSARINHO
De: Ysolda Cabral


Acordei como os passarinhos,
Cantando, saltitando, voando,
Vendo tudo colorido, iluminado.

A claridade não ofuscava,
Eu não estava sonhando,
Estava de novo feliz e brincando.

A vida de repente se modificava,
E eu estava em cada movimento seu;
Girando, girando e girando...

Afinal o que estava acontecendo?
E meu inimigo mais ferrenho
Respondeu:

O dia está nublado e escuro,
E a Luz que você vê vem de você.
Você está apaixonada!!

Veja com seus próprios olhos!
Não seja covarde!!
Crie coragem e venha até aqui.

Então fui e quase morri de susto,
Pois o rosto que vi no espelho,
Era mesmo de um rosto apaixonado.

**********
Publicado no Recanto das Letras em 19/08/2011
Código do texto: T3169190
**********

Obs. 19/08 - Aniversário de mamãe
(Papai lembrou!!!)
Amamos você e sentimos muito a sua falta.