Google+ Followers

sexta-feira, 26 de março de 2010

ESTRELAS CADENTES

ESTRELAS CADENTES
De: Ysolda Cabral


No chão nove estrelas a brilhar
Em formato retangular
E não asterisco...

São apenas reflexos,
Das luzes do teto.

O poeta enxuga a lágrima,
Sem ninguém notar.

***


Publicado no Recanto das Letras em 25/03/2010
Código do texto: T2158770