Google+ Followers

domingo, 20 de junho de 2010

BAILARINA



BAILARINA
De: Ysolda Cabral




Ao som do violino
Flutuo

Estou bailarina
Sem purpurina
Sem sapatilha



Rodopio leve
Sinto-me breve
Nuvem de neve


Dou cambalhotas
Voltas loucas
Vou ao espaço
Volto pra Terra


Nenhuma quimera...



Sou bailarina
Sem purpurina
A rodopiar
No palco de mim...



*****
Publicado no Recanto das Letras em 19/06/2010
Código do texto: T2329832