Google+ Followers

segunda-feira, 30 de abril de 2012

FINAL DE TARDE EM OLINDA



FINAL DE TARDE EM OLINDA
De: Ysolda Cabral
  
 
O poente visto do alto da Sé em Olinda é algo de extraordinária beleza.  De um lado o Mar, de um azul quase anil, está sereno e tranqüilo a espera da noite chegar. Do outro, o vermelhão do Sol poente cai sobre tudo que a vista alcança.

A paisagem convida à reflexão.

Sair dali é difícil! 

No Céu brilhantes estrelas, algumas cadentes, nos faz, instintivamente, estender os braços para ampará-las.

De repente o som dos sinos do Mosteiro de São Bento, convida à oração.

Como que hipnotizada me dirijo para lá.

O Sol já está quase deitado quando chego à secular Igreja.

Dentro o silêncio tem eco e o jovem monge já entoa a oração, fazendo o seu solo de maneira angelical e bela. Os demais monges respondem, num acorde perfeito.

Não há necessidade de acompanhamento e nem de microfones.

O momento é tão mágico que temo respirar, com receio de atrapalhar o canto tão sublime.

Não consigo entender o que dizem, mas àquilo que escuto me leva aos píncaros do mundo e me vejo pertinho do Céu.

Por algum momento minha mente pára e eu me sinto em  estado de Graça.

Saio de lá pronta para começar a semana.


Publicado no Recanto das Letras em 22/04/2012
Código do texto: T3627749