Google+ Followers

quinta-feira, 5 de abril de 2012

NA LEVEZA DO AR



NA LEVEZA DO AR
De: Ysolda Cabral


Na leveza do ar...
O pensamento paira, mas decidido!
Como um Beija-Flor recém-nascido,
Que intui que pode voar.

Na leveza do ar...
Um dia vou embora,
Pode ser amanhã ou agora,
Vou para nunca mais voltar.

Na leveza do ar...
Sei que quando for já vou tarde,
Entretanto, vou sem alarde,
Para um outro lugar.

Na leveza do ar...
Jogo os meus cabelos ao vento,
E deixo que leve os maus pensamentos,
Que teimam em me perturbar.

**********
Publicada no Recanto das Letras em 05/04/2012
Código do texto: T3595805